Voltar para Página inicial

Deivid valoriza atuação do Criciúma no 2º tempo e vibra com classificação

Comandante comenta partida ante o Santo André: “Mais fácil avaliar quando ganha”.
Próximo adversário do Carvoeiro na Copa do Brasil será o Altos, do Piauí, no dia 22

 

– Atualizado em

 

 

O Criciúma está classificado para a segunda fase da Copa do Brasil. Na tarde desta quinta-feira, o Tigre enfrentou o Santo André, venceu por 1 a 0 e garantiu a vaga no torneio nacional. Feliz com a conquista, Deivid comemorou muito o resultado no fim da partida. Em entrevista coletiva, o comandante do Tigre afirmou que ficou muito satisfeito com a atuação dos tricolores no segundo tempo.

O treinador ainda avaliou todas as substituições e disse que os jogadores cumpriram o que foi determinado. O gol da vitória foi anotado por Alex Maranhão, aos 38 do segundo tempo.

– É muito mais fácil avaliar quando se ganha. Mas eu fiquei feliz pelo segundo tempo. Entramos na morosidade do time deles, entramos devagar, e time que pensa grande tem que ter os dois tempos do mesmo jeito, mas estou feliz, feliz pela vitória, pelo nosso comportamento no segundo tempo, pela entrada do João, do Caio, do Valdívia, do Pimentinha. Quem entrou fez aquilo que pedimos. A gente fez uma grande partida, poderíamos ter feito mais gols, mas é o mesmo time que ganhou do Corinthians. Conseguimos dois feitos muito importantes. Ano passado não conseguimos passar e, hoje, ganhamos de uma equipe que ganhou do Corinthians – resumiu.

O Criciúma pega o Altos, do Piauí, na segunda fase da competição. O duelo está marcado para o dia 22 de fevereiro, no estádio Heriberto Hülse, às 19h30. É novamente um jogo único, mas em que o empate leva a decisão para as penalidades. Quem vencer avança à terceira fase.

CONFIRA OUTROS DESTAQUES DA COLETIVA DE DEIVID:

MUDANÇAS
– Apesar de jogar na mesma posição, o João é mais agudo, ele infiltra mas, o Maranhão negocia mais a bola por trás, chuta forte. Quando coloquei os dois era para ganhar a velocidade, ter amplitude. No primeiro tempo não conseguimos fazer isso, já no segundo nós conseguimos. Foi por isso as duas mexidas. Eu coloquei o time para frente para ganhar o jogo.

INTERVALO
– Eu falei que não gostei. Foi uma partida muito lenta, pedi para circular a bola, tínhamos estudado o time deles, pedi para girar. Falei que não tinha gostado, que tínhamos que voltar diferente. Foi isso que aconteceu.

CAIQUE NO LUGAR DO JHEIMY
– Como ele (Toninho Cecílio) colocou o numero 17 para ir no meio, eu coloquei o Pitbull dentro para ter mais velocidade. O Jheimy é mais cabeceado. O resultado favorecia a gente, e o Santo André ia começar a dar espaço. Foi o que aconteceu. Com o chute do Maranhão conseguimos fazer o gol.

Fonte: Globo Esporte