Voltar para Página inicial

Deivid vê pontos positivos em derrota, mas diz: “Caímos de produção”

01/03/2017 – 22h14

Técnico do Criciúma mandou time reserva em partida atrasada e de poucas pretensões no turno na derrota para o Tubarão; ele analisou de forma positiva alguns atletas

Deivid sabia que ao entrar com o time reserva do Criciúma poderia ter de lidar com uma derrota para o Tubarão, no jogo atrasado pela sétima rodada do Catarinense. O placar de 3 a 2, nesta quarta-feira, serviu como análise do técnico em relação aos jogadores que colocou em campo e o revés, de certa forma, foi minimizado.

O Tigre não tem mais chance de título do turno do Catarinense e terá de cumprir tabela contra a Chapecoense, no próximo domingo. O time que entrará em campo será o mesmo que esteve em campo nesta noite de quarta-feira. Para Deivid, diante de um calendário apertado, será preciso utilizar todos os atletas na temporada, e o que foi apresentado em campo, no revés para o Tubarão, o agradou até certo ponto.

– Primeiro tempo foi muito bom, conseguimos dominar a equipe do Tubarão, depois dos 15 minutos. Depois de tomar o gol, conseguimos igualar. Futebol tem dessas coisas, no segundo tempo caímos de produção e não conseguimos segurar a equipe do Tubarão. Eles estavam em um momento delicado na tabela e queriam sair. O jogador deles foi muito feliz no chute de fora da área ao marcar o segundo gol, que nos colocou em outra situação na partida – disse Deivid.

O Tigre encara a Chapecoense, no domingo, às 16h, na Arena Condá.

Outros trechos da entrevista de Deivid

QUEDA DE PRODUÇÃO
– Ficamos sem saída de bola, tiramos o Chico, ele estava acanhado no segundo tempo. Eu tentei espetar os laterais com a ida do Diogo Matheus, mas não foi possível. A gente treina isso, saída de bola no 3-4-3 e com a bola no 4-3-3. A equipe do Tubarão foi feliz, fez os dois gols e com um homem a menor não conseguimos controlar a partida. O Andrew foi expulso e não seguramos a equipe deles.

ANÁLISE DOS RESERVAS
– Nesses dois jogos vamos ver os meninos, recuperar os jogadores para a partida do returno contra o Avaí.

CANSAÇO DO GRUPO
– Essa sequência de terça, quinta e sábado, atrapalhou. Eu precisei dar uma descansada para zerar os jogadores. O nosso maior desejo é passar na Copa do Brasil e para o returno, temos que ter todos os jogadores zerados. São jogadores que não estavam no nosso cronograma e pelo teste foi muito bom.

FLUMINENSE, RIVAL NA COPA DO BRASIL
– Eu não acompanhei, estava ligado no jogo daqui. Eu imaginei que o Fluminense ganhou o jogo, então é um jogo bom, duas equipes que gostam de jogar, são dois jogos bons e quem estiver mais concentrado vai passar.

REFORÇOS? (01)
– Estamos trabalhando com o grupo desde o ano passado, com a vinda de alguns outros jogadores, tem o Silvinho que não estreou, tem o Pimentinha que veio…e estamos olhando o mercado vamos ver.

REFORÇOS? (02)
– A gente sabe que precisamos de mais um volante, um meia e um atacante. Estamos olhando, ele tem prometido que irá trazer jogadores na medida que ele encontrar. A gente não consegue trazer agora, mas para o Brasileiro ele tem falado que vai trazer.

FÔLEGO PARA  A SEQUÊNCIA
– A gente não tem como ganhar o segundo turno, temos que trabalhar bastante. Colocar todo o elenco para ver quem vai seguir com a gente, pois tem jogadores que estão acabando contrato e temos um segundo turno. Temos jogos importantes na Copa do Brasil e queremos passar, temos que estar com eles zerados.

Fonte: